domingo, 21 de fevereiro de 2010

A IMPORTÂNCIA DO DISCIPULADO UM A UM. Por Pr Abe Huber

A escolha ao ministério ñ vem d nós vem d Senhor, qm deseja nunca será , +assim cm a palavra Negue-se a si mesmo.Qm deseja negar-se por Ele e p/ Ele.O chamado é algo q vem do coração d Deus, e somos atraídos d tal forma q ñ tem cm p/ ou fugir.O amor ñ é gerado d nós mesmo e sim plantado pelo próprio Deus em nós....por isso somos Pastores.......




COMO JESUS DISCIPULAVA

Jesus priorizou o discipulado na Sua vida aqui na terra. Antes de escolher os seus discípulos Ele orou a noite toda. (Lucas 6.12-13), e uma grande parte do seu tempo foi ocupada investindo na vida desses discípulos.
Como Ele viajava horas e horas a pé, é bem provável que enquanto caminhava com os discípulos naquelas estradas construídas pelo Império Romano, Ele aproveitava bem o tempo discipulando.
Quem já caminhou por muitas horas sabe que é difícil andar e falar com muitas pessoas ao mesmo tempo. Assim mesmo, Jesus não desperdiçou nenhuma oportunidade de treinar, instruir e formar o caráter daqueles que o Pai confiou em Suas mãos. Usando parábolas e exemplos da geografia, da agricultura e da pecuária da época, Ele treinou os Seus com simplicidade e profundidade.Cremos que Jesus discipulava muito, sempre visando a formação de homens e mulheres que seriam capazes de dar continuidade a Sua obra aqui na terra. Além de ensinos gerais, coletivos, nos montes, ele também ensinava nas casas, em particular. Jesus discipulava um a um, pessoalmente. Investiu tempo precioso na vida de cada um dos doze e de quem mais se aproximou Dele na intimidade. Discipulou também em grupo, através de mensagens e ensinos que providenciavam nutrição e maturidade para todos.
O MDA é a menor representação da Igreja. Ela é a microcélula do Corpo de Cristo, a qual Jesus se referiu dizendo: "onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome..." (Mateus 18.20). é interessante notar que o contexto desta passagem se refere a Igreja Local.A Visão do MDA pede que cada cristão esteja inserido no centro exato do coração de Deus. No coração da Célula, no coração da Igreja Local, no coração da Igreja Mundial do Senhor Jesus, que é o coração do Reino de Deus. No MDA cada cristão deve estar sendo discipulado e fazendo discípulos. Deve participar de uma Célula, abraçar a visão da Igreja Local, buscar a Unidade da Igreja Mundial e colocar em primeiro lugar o reino de Deus. E a bênção será plena.Na visão do M.D.A., é possível à Igreja Local ganhar multidões para Jesus sem deixar de cuidar bem de cada cristão é o modelo de discipulado um a um em ação!
Jesus, sendo o primeiro Apóstolo, demonstrou que o discipulado era um conjunto de fatores como: convivência, o modelar do ministério, investir um a um, investir em grupo de discipulado, orar juntos, congregar juntos, etc. Vemos, depois, os apóstolos e líderes da Igreja Primitiva seguindo este modelo. Em nenhum outro lugar diz que qualquer um deles teve doze discípulos. O número era obviamente flexível. A Bíblia deixa bem claro, porém, que o Modelo Apostólico de Discipulado que Jesus havia iniciado continuou. Barnabé foi atrás de Saulo (Paulo) e obviamente investiu muito na vida dele. Paulo investiu muito em Silas, Timóteo, Lucas, etc. A história diz que Pedro investiu muito em João Marcos e assim por diante. Este é o Modelo Discipulado Apostólico; Mateus 28.18-20; II Timóteo 2.2. O Modelo de Discipulado Apostólico (o Modelo M.D.A.) abrange diversos fatores englobados na Igreja Local. Sem dúvida, o fator central do Modelo de Discipulado Apostólico (M.D.A.) é o discipulado um a um que todos na igreja recebem; porém, este modelo (M.D.A.) fala da visão geral de como cremos que a Igreja Local deve funcionar.

Nenhum comentário: